Transformação de uma lente comum em lente macro

Existe uma maneira simples de se fazer isso, é a inversão do encaixe da lente através de um anel adaptador. Você compra o anel adaptador de acordo com a medida de filtro da sua lente. Por exemplo, na minha lente Canon 28-135 IS USM, a medida do filtro é 72mm. Então, eu tenho que comprar o anel para inversão de medida igual a 72mm. Este anel, vai fazer com que você possa encaixar a sua lente no corpo da máquina, pelo lado contrário, ou seja, com a frente da lente encaixada no corpo da máquina. Obviamente, não haverá nenhum controle eletrônico da lente, já que nem a lente e nem o corpo da máquina terão comunicação entre si. O adaptador serve apenas para permitir o encaixe.

Bom, com este adaptador, sua lente se transformará numa lente macro interessante. Só tem um problema, não há como controlar a abertura. O foco você pode fazer manualmente, a velocidade e ISO são configurações do corpo. Mas a abertura é o problema. O que se pode fazer então, é:

  1. Colocar a lente no sentido correto
  2. Colocar a máquina no modo manual
  3. Configurar a abertura
  4. Desligar a máquina
  5. Inverter a lente

Devido à curtíssima profundidade de campo que se obtem com a lente invertida, você vai preferir configurar uma abertura bem pequena, tipo F22, e manter fixa neste valor.
Esta limitação do controle de abertura poderia ser contornada, se você usar o anel adaptador em uma lente antiga, onde se controlava a abertura por um controle manual na própria lente. E essas lentes antigas são incrivelmente baratas.
Se você estiver interessado em comprar um anel adaptador, eu terei em breve em minha loja online.
O funcionamento básico deste sistema é bem interessante. Quanto menor a distância focal da lente, maior a magnificação do assunto fotografado. No entanto, se não me engano, a profundidade de campo muito curta acaba por eliminar a possibilidade de se usar comprimentos focais muito curtos, como 18mm por exemplo. O ideal creio que seja de 24 a 35mm mais ou menos.

Eu estava todo contente e satisfeito com meu adaptador, o qual pode ser usado na minha lente sempre que preciso, com bons resultados.
Mas de repente me aparece uma coisa nova, que eu nunca tinha visto. Hoje, o Raul, do Mess In Motion, me enviou no MSN um vídeo do You Tube que achei super interessante. Eu que sou meio metido a cientista, fiquei com vontade de tentar e até pensei numa alternativa de adaptador para não ter que modificar a lente em definitivo. Neste vídeo, o cara mostra como ele inverteu a lente 18-55 dele em definitivo. Atenção, não tente isso se não tiver certeza de que está de acordo com o risco. Se você errar, sua lente já era. E tem mais, uma vez modificada, a lente será pra sempre uma lente só macro.

Veja o vídeo:

O que fiquei pensado, para não modificar a lente em definitivo, seria construir um adaptador para inverter a lente, onde os contatos eletrônicos que acontecem quando a lente é conectada da maneira correta, aconteceriam também quando invertermos a lente. Ou seja, eu teria um anel conectado na frente da lente, cujo qual estaria conectado à camera e a um flat cable que levaria os sinais eletrônicos até outro anel, cujo qual ficaria conectado na parte traseira da lente, com todos os contatos conectados ao mesmo flat cable. Fiquei pensando, porque não inventaram isso ainda? Eu vou pensar sobre o assunto, quem sabe fazer um teste.

Conteúdo adicionado depois do fechamento deste artigo:
Estou adicionando abaixo uma imagem do adaptador que eu vinha falando neste artigo. Parece que não fui o primeiro a ter essa idéia, alguem já tinha feito. Inclusive já havia para vender um adaptador deste tipo, só que custa caro.

Conclusão: Assim que eu tiver tempo, eu vou tentar modificar o meu anel adaptador para poder controlar a abertura da lente eletronicamente pela câmera. Assim que eu o fizer, eu posto o tutorial.

No Comments

Trackbacks/Pingbacks

  1. Demonstração de uso de lente invertida (ou revertida) para macro | Marcus Vinicius Tavares - [...] foram ISO 100, velocidade 1/100 e abertura F22 para toda a sessão. Lembrando que conforme um artigo anterior, a …

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*